O Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas

O Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas oferece um belo passeio por 9 cidades da Zona da Mata mineira: Bicas, Coronel Pacheco, Goianá, Guarani, Mar de Espanha, São João Nepomuceno, Rio Novo, Pequeri e Piau. A rota é uma excelente oportunidade para quem quer explorar as belezas das regiões rurais mineiras. Visitantes de todas as partes do Brasil podem aproveitar a hospitalidade típica de Minas Gerais enquanto se afastam da correria dos centros urbanos. Cada vez mais, as pessoas têm buscado o turismo rural como uma forma de recarregar as energias e fugir temporariamente do cotidiano agitado das grandes cidades. O Caminhos Verdes permite isso e mais, possui um trajeto que valoriza o contato com a natureza e ensina sobre a rica história das localidades, já que os municípios que integram do Circuito estabeleceram-se ainda na segunda metade do século XVIII. Saiba um pouco sobre o surgimento da região e encante-se pelo interior de Minas Gerais.

 

A história do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas

As cidades que compõem o Circuito Caminhos Verdes de Minas foram descobertas a partir de expedições que visavam encontrar terras férteis em áreas até então não exploradas. Firmaram-se ali fazendas e pastoreios em torno das capelas, primeiras construções que demarcavam um novo vilarejo. Com as ferrovias que atravessavam as localidades, veio o progresso. Até hoje, a agropecuária é a atividade econômica mais importante para a maioria das cidades do Circuito, o que torna o roteiro ideal para aventureiros que procuram turismo rural. A Zona da Mata é também conhecida por suas montanhas e rios, bem como pelas cachoeiras. Em razão dessa natureza privilegiada, o percurso atrai diariamente muitos praticantes de esportes radicais como voo livre, rapel, escaladas, entre outros. O Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas possibilita, ainda, trilhas com diferentes graus de dificuldades como forma de se conhecer a área. As construções históricas preservadas e os casarões do século XIX conferem aos destinos uma atmosfera bucólica que transporta os viajantes para outro período. O Circuito recebeu o certificado em 11 de julho de 2005. Ou seja, há mais uma década ele apresenta ao público essas 9 cidades, com suas belezas naturais e rico passado.

 

Conheça as cidades do Circuito

Cada município que integra o Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas tem seus próprios encantos e merece ser conhecido. A rota foi criada para que se tenha uma visão completa das peculiaridades dessa região do país. Entre fazendas centenárias e cachoeiras, as cidades apresentam diversos atrativos para visitantes de todas as idades.

Bicas, por exemplo, tem sua história atrelada à vinda de imigrantes, especialmente os italianos. A antiga estação de trem abriga, atualmente, uma boa parte do artesanal local, que é de alta qualidade. O comércio é variado e bastante forte, assim como o turismo ecológico. Na sua zona rural, é possível encontrar nascentes, serras e fazendas do século XIX. Por causa das igrejas históricas, o turismo religioso prospera. A rede hoteleira biquense é bem desenvolvida e a culinária típica mineira sempre agrada.

Coronel Pacheco fica bem no centro da Zona da Mata é nacionalmente conhecida como capital da Cabra Leiteira, anualmente ocorre o CABRAFEST, nacionalmente conhecido o festival apresenta pratos típicos, queijos, leite e outros produtos, todos à base da caprinocultura. Há ainda opções ara quem gosta de aventuras, a Cachoeira do Barão e a Cachoeira Fazenda da Prata são dois pontos que devem ser visitados. As trilhas da região e a Pedreira de Coronel Pacheco garantem a diversão daquele que estão atrás de adrenalina.

Goianá, cidade cercada por belezas naturais, o local tem um interessante contraste entre a arquitetura histórica e as construções atuais. Com a autenticidade do interior, o município tem no artesanato e na produção de doces e derivados de leite, boa parte de sua força turística. O Povoado dos Dias, a 3km do centro de Goianá  é um dos poucos em Minas Gerais onde é possível assistir a celebração de Missa em Latin. Com boa estrutura hoteleira a cidade é um dos municípios sede do Aeroporto Internacional Itamar Franco.

Guarani é conhecida como um ponto importante de turismo religioso, graças às suas igrejas históricas e ao Festival Anual do Estandarte, atraindo turistas de várias cidades do país . Associa-se a isso uma excelente gastronomia e construções centenárias bem preservadas.

Mar de Espanha foi durante muito tempo, conhecida por suas atividades latifundiárias e agrícolas como a produção de café e lapidação de diamantes.

Atualmente tem grande presença empresarial e operária, fatores marcantes no cenário econômico do estado, a principal atividade da cidade é a indústria de lingerie, abrigando pequenas, médias e grandes empresas de confecção. A produção rural é muito forte na cidade, que possui uma Cooperativa de Produtores Rurais que abastece diversas cidades da região com doces, queijos, requeijões entre outros. O Carnaval de Mar de Espanha também é referência nacional

Por sua vez, Pequeri é bastante rural e mantém o ar interiorano em sua arquitetura. A culinária local é outro aspecto que segue a tradição mineira em sabor e fartura. Vale a pena conhecer o artesanato produzido na cidade e aventurar-se por suas cachoeiras.

O turismo religioso e rural encontra-se em Piau, conhecida como “Terra da Banana”. Com seu artesanato de qualidade e bonitas cachoeiras. A anual Festa da Banana leva grande público e artistas do cenário nacional para a pacata cidade.

Rio Novo é uma cidade pequena, mas com uma localização estratégica que a aproxima de municípios de grande importância regional e nacional. A cidade também é sede do Aeroporto Internacional Itamar Franco, ótimas opções em Hotéis Fazenda e Pousadas são encontradas no município. Os turistas podem conhecer a arquitetura histórica, explorar as variadas trilhas, fazer cavalgadas e andar de charretes. O carnaval de Rio Novo é considerado por muitos o melhor da região, contando com desfile de blocos centenários.

São João Nepomuceno é um dos grandes polos de confecções mineiros, integrante do Caminhos Verdes, a terra natal do atleta Heleno de Freitas, traz opções de compras para todas as faixas etárias e gêneros. A cultura é outro ponto forte do município que realiza anualmente o seu Festival de Teatro, com apresentações gratuítas de artistas de várias cidades do país. Como não pode faltar atrações históricas e naturais são opções imperdíveis da cidade.

Delicie-se com os atrativos, tomando leite no curral ao amanhecer, cavalgando por nossas trilhas e fazendas, até a hora do almoço, regado com um bom aperitivo e um delicioso tutu com lombo: Aproveite a sesta alimentando peixes com um anzol apoiado no barranco e desfrute o por do sol no alto de nossas montanhas, sem se esquecer que à noite, não faltarão opções nem programas.